Passo 2: Exiba Conteúdo

No Passo 1 da estratégia para criar a sua Presença Digital Sistêmica, você entendeu a importância de produzir conteúdo relevante a fim de atrair o seu público-alvo. Agora, o segundo passo da estratégia é exibir esse conteúdo dentro do seu site com clareza e eficácia, de modo integrado e organizado, além de indexável e responsivo.

O que é a exibição de conteúdo?

É a exposição dos seus Produtos, Serviços, Eventos e Informação dentro das páginas do seu site de modo a proporcionar uma experiência de valor aos visitantes e um retorno recompensador para os seus próprios esforços e investimentos. Essa exibição deve respeitar uma série de requisitos, como os listados a seguir.

Responsividade

É o ajuste automático de um site a qualquer tipo de tela: computador de mesa, laptop, tablet, smartphone. Um site é responsivo quando as suas páginas se adaptam aos diferentes tamanhos de tela redistribuindo-se adequadamente pelo espaço disponível, de modo a manter uma navegação fluída e uma leitura nítida, além de garantir a usabilidade de todos os botões e chamados à ação. Os sites construídos com a Plataforma Archipèlagus adotam "blocos" estruturais que se reposicionam automaticamente para oferecer a melhor experiência de navegação ao visitante em qualquer dispositivo que ele usar. 

Otimização para mecanismos de busca 

É indispensável que a estrutura de cada página do site siga os mais efetivos critérios de SEO (Search Engine Optimization), ou otimização para mecanismos de busca. Este cuidado serve para indexar os conteúdos com a máxima eficácia para serem entendidos pelos sites de busca, como o Google, o Bing, o Yahoo! etc. A otimização inclui, por exemplo, o uso de URLs amigáveis, o correto emprego dos níveis de títulos h1-h6 em todos os textos, uma página inicial que funcione como uma espécie de resumo de todo o site (veja o conceito de "portalização", logo abaixo), a remissão de uma página a outra mediante links internos bem construídos (veja logo abaixo o conceito de "linkagem" interna), a renomeação automática ou manual de imagens, bem como toda uma gama de medidas de programação que devem fazer parte da plataforma na qual o site é construído. A Plataforma Archipèlagus foi criada a partir desses critérios e é constantemente atualizada para responder bem a todos eles.

Estruturação integrada

Lembra do conceito de "sistema", exposto na apresentação da Presença Digital Sistêmica? Um sistema funcional é formado por componentes bem estruturados entre si e que interagem com o entorno. Pois bem: para que o seu site seja sistêmico, unitário, coerente, os seus componentes (que são as páginas) devem ser estruturados de modo integrado, lógico, prático. Um exemplo bastante simples dessa estruturação do conteúdo, mas muito efetivo para "guiar" os visitantes pelo site, é o menu principal com seus submenus, que devem servir como "mapa" dos conteúdos que o site oferece e como ferramenta para distribuir o tráfego às páginas mais relevantes.

"Portalização" da página inicial

Para que a página inicial do site (a home page) funcione como um resumo da proposta do site e chame a atenção do visitante para as diversas seções e páginas, ela pode combinar com coerência lógica os diferentes tipos de conteúdo como se fosse um "portal": banners, seleção de produtos e serviços, postagens do blog, vídeos, seleção de fotos da galeria, chamados à ação, box para cadastro em boletim (newsletter), agenda de eventos...  Na Plataforma Archipèlagus, a página inicial é construída livremente a partir do conceito de "faixas de conteúdo", criadas especialmente para a home page ou que "puxam" conteúdos de outras seções, como o blog, as galerias ou o catálogo, por exemplo. Além de "portalizada", a página inicial deve ser atualizada frequentemente - se for uma loja virtual, de preferência todos os dias, sempre com abordagens estratégicas para públicos-alvo diversos ou com promoções e campanhas específicas.

Exemplo de página inicial longa, que mescla produtos do catálogo, chamados à ação e postagens do blog relacionadas com os produtos em destaque

 

Páginas com faixas de conteúdo dinâmicas

Na Plataforma Archipèlagus, é possível criar variedade de páginas expositivas mediante o conceito das "Faixas de Conteúdo", que incluem desde texto livremente editável até modelos especialmente úteis para determinados tipos de conteúdo, como listagem de tópicos, chamadas à ação, apresentação de pessoas e cargos, comparação de itens, depoimentos, "carrossel" de imagens, captura de inscrições e cadastros...

Faixas de conteúdo funcionam como blocos de informação na composição de páginas iniciais ou internas

 

Layout específico para cada tipo de página

Assim como é importante distinguir bem entre Produtos, Serviços, Eventos e Informação, também é importante entender que alguns elementos visuais são especialmente indicados para tipos específicos de página. Por exemplo, um catálogo de produtos ou uma listagem de serviços exigem menu de categorias e subcategorias, enquanto uma página de blog pede espaço para comentários moderáveis e para postagens relacionadas. As diferentes composições visuais dessas páginas específicas já foram desenvolvidas com base nos critérios de responsividade e otimização para mecanismos de busca. Entre os tipos específicos de página, há:

  • Produtos e Serviços: página de capa do catálogo como um todo, página específica para cada categoria e subcategoria, página detalhada para cada produto e/ou serviço, incluindo descrição, imagens, vídeos, resenhas e avaliações, produtos e serviços similares ou recomendados, botão de chamado à ação (Comprar, Orçar, Consultar...)
  • Blog: página de capa do blog, páginas específicas por assunto ou tag, página de cada postagem, com espaço para comentários e assuntos relacionados.
  • Galeria de fotos: página de capa que funciona como índice das várias galerias e página específica de cada galeria, permitindo a visualização das imagens com zoom.
  • Galeria de vídeos: página-índice de coleções ou listas de reprodução e página específica de cada galeria de vídeos.
  • Calendário de eventos: página geral em que os eventos podem ser filtrados por calendário e tipo, e página específica de cada evento, detalhando-o.
  • Contato: exposição clara de endereço, telefones, e-mails, redes sociais, mapa embutido, formulário de envio de mensagens...
  • etc.

"Linkagem" interna

Um site sistêmico é o resultado da estruturação integrada e harmônica entre os seus componentes (páginas internas) e da sua interação com os usuários e com sites externos relacionados (redes sociais, sites de parceiros etc). Nessa estruturação, é fundamental que as partes façam sentido tanto em si mesmas quanto na relação com as demais páginas. A "linkagem" interna é o uso inteligente de links que remetam determinada página ou faixa de conteúdo a outras páginas dentro do próprio site. Isto pode ser feito mediante a inserção de links dentro dos diversos blocos de texto e também com o uso estratégico de conceitos como departamentos, categorias, subcategorias, grupos temáticos e tags, que servem como forma de indexar conteúdos afins e sugerir complementos e aprofundamentos, guiando o visitante ou cliente pelas páginas do site.

Inserção de imagens e vídeos externos

Precisamente por causa da necessidade de interligar o site com outras plataformas de distribuição de conteúdo, como as redes sociais, é que certos elementos devem ser inseridos a partir de fontes especializadas em armazená-los, indexá-los e sugeri-los. É o caso, em especial, dos vídeos: em vez de hospedá-los internamente, eles devem ser previamente subidos a plataformas específicas para eles, como o YouTube, o Vimeo e mesmo o Facebook, expandindo a presença digital da marca. Embutidos no site a partir dessas fontes, eles servem com um importantíssimo elemento de conexão entre a "Exibição de Conteúdo" e a "Distribuição de Conteúdo", dois passos cruciais da estratégia digital sistêmica. As imagens estáticas (fotos, desenhos e afins) podem tanto ser hospedadas internamente quanto embutidas a partir de URLs externas.

Relacionamento sólido com sites externos para espalhar conteúdo

A lógica adotada para os vídeos e imagens embutidos a partir de fontes externas se aplica de modo semelhante ao processo contrário: levar conteúdo de dentro do site para outros sites parceiros e redes sociais, efetivando o passo estratégico de "Espalhar Conteúdo":

 

PRÓXIMO PASSO

3 - ESPALHE CONTEÚDO